Como emagrecer a mente

Não é de hoje que se acredita que o excesso de peso não tem como causa apenas os exageros na alimentação, mas a mente, que falha ao controlar o comportamento alimentar, sabotando tentativas de emagrecimento.

Em função disso, profissionais vêm apostando em exercícios mentais, aumentando a autoconfiança na própria capacidade de ter sucesso, identificando possíveis obstáculos, buscando soluções antecipadas para eles, dessa forma, reaprendendo a lidar com a comida.

Se imagine tendo sucesso

Todos os dias, exercite sua mente, imaginando como irá se sentir após atingir seu objetivo de perder peso. Para isso, se imagine no corpo ideal, vestindo as roupas que quer usar, lugares que frequentará e a satisfação, alegria, saúde, com sua nova imagem, como se já tivesse a conquistado.

Além de uma enorme satisfação, fazer esse exercício irá criar emoções positivas, que irão trazer mais confiança e estimular novos esforços. 

Escreva seus objetivos

Procure escrever o que deseja, essa é uma poderosa forma de focar a mente e prepará-la para a conquista.

E vale anotar tudo, desde as roupas que irá usar, o número da calça, o modelo de biquíni, passeios que pretende fazer…

Claro, não esqueça de relatar suas conquistas diárias, assim como, como elas lhe deixam alegre, sendo um passo a mais para chegar no seu objetivo.

Motivos para se amar

Não seja tão severa com você mesma, procure pontos positivos em você, cabelo,  cabelo, colo, seios, pés…

Se amar aceitando seu jeito e seu corpo, é trabalhar com a realidade em cima  de objetivos reais, e não buscar uma perfeição que ninguém alcança e que não lhe ajudarão a conquistar o seu objetivo.

Você decide o quanto come

Atitudes de comando simples podem fazer toda a diferença, procure decidir o quanto irá comer, e não deixar que os alimentos dominem suas emoções ou se transformem em prêmio.

Tenha sempre um plano B

Quem faz dieta sabe que obstáculos ao longo do processo são comuns. Por isso, procure escrever no papel um plano B para aquele aniversário ou casamento que não poderá faltar. Se antecipar aos obstáculos lhe ajudará a encontrar soluções de uma forma bem menos estressante do que ter que lhe dar com surpresas.

Não tema a comida

Como muito bem explicado no Codigo Emagrecer de Vez, acredite, em uma dieta equilibrada, nenhum alimento é proibido, a frequência que ele é consumido é que vai fazer toda a diferença. Restrições eternas, ansiedade e sofrimento, só predispõem o cérebro a desistir das dietas. Por isso, dietas restritivas demais só duram algum tempo… afinal, quem gosta de sofrer?

Lembre-se, você pode comer de tudo, só precisa encontrar o equilíbrio

Invista em Lazer

Não procure prazer apenas na comida, procure identificar outras fontes de felicidade. Invista em lazer, em passeios ao ar livre, leitura, trabalhos manuais… afinal, são prazeres simples e que podem ajudar a combater a ansiedade, que acaba levando a procurar alimento como compensação.

Aprenda um pouco mais sobre como deixar de pensar como gordo e usar sua mente para emagrecer :

A alimentação está diretamente ligada à sua memória

Cada vez mais a rotinas das pessoas está turbulenta, devido à correria e bombardeio de informações o tempo todo. Juntando muitas responsabilidades, tanto em casa quanto no trabalho, uma rotina que pode gerar estresse, o mal do século que já atinge 90% da população mundial, de acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Porém, nos dias de hoje, é importante contornar esses desafios e fazer com que a sua mente fique ativa. A capacidade de concentração é determinante, tanto para o bem-estar quanto para o êxito em outras atividades.

E tudo isso pode melhorar ainda mais se tomar cuidado com aquilo que come durante as refeições.

Conheça os alimentos que pode ajudar na memória

Uma alimentação rica em colina (ovo é uma grande fonte), uma das vitaminas do Complexo B, favorece muito na síntese da acetilcolina, um dos principais neurotransmissores do cérebro humano responsável, dentre outras coisas, por armazenar as nossas informações. A falta dessa vitamina pode fazer com a nossa memória fique menos eficaz, prejudicando a coordenação motora e dificultando o aprendizado.

As vitaminas são tão importantes para as gestantes que devem fazer a suplementação de ácido fólico (vitamina B9), pois esse nutriente é muito importante para prevenir contra a malformação do tubo neural no bebê. Porém, sua importância não se limita somente aos fetos: o folato é fundamental para a boa cognição e para a síntese de importantes neurotransmissores.

Outro nutriente muito importante é o magnésio que é essencial para toda a saúde. Se não estiver adequado, o seu organismo não consegue produzir a acetilcolina, que é fundamental para a memória. Sua ingestão adequada melhora a plasticidade do cérebro. Nada mais é que a capacidade do órgão se reorganizar e fazer novas conexões entre os neurônios. Essa habilidade faz com que o cérebro se adapte diante da perda de células nervosas, ou até mesmo se remodele, de acordo com as experiências do indivíduo, a fim de melhorar sua resposta.

O zinco, também deve entrar na sua lista, já que age como um verdadeiro agente de limpeza no cérebro. Suas propriedades antioxidantes neutralizam a ação dos radicais livres, componentes que geram estresse nas células e corrompem sua estrutura. Justamente por isso, seu aporte está relacionado à prevenção de doenças degenerativas como Alzheimer. Além disso, o zinco também ajuda na eliminação de metais pesados e outras toxinas que podem se acumular e danificar as membranas celulares.

Mais dicas de como melhorar a sua memória. Assista ao vídeo:

Além de controlar a alimentação, uma dica legal é inserir suplementos que vão ajudar ainda mais com a sua memória e concentração.